O riso que é a minha vida. O riso que é felicidade.

Isso mesmo, o riso é, tem sido e irá continuar a ser a minha vida.

Respiro riso, e transbordo de imensa alegria, não só por o ter comigo, mas por poder levar a mais e mais pessoas a capacidade de rir mais, e de rir com maior valor, trazendo para as suas vidas uma imensidão de benefícios sobre o riso.

Já contei nesta página a minha história sobre o riso. E se ainda não tiveste oportunidade, ou já não te recordas, convido-te a ler.

Convido-te porque penso que faz, muito, sentido. Compreenderes o meu caminho com o riso. Tudo o que mudei e ganhei em descobrir que mais riso é mais vida, mais possibilidades, mais felicidade.

Seja isso – a felicidade – o que for para ti, o riso irá aproximar-te mais e mais, e mais.

O riso tem essa magia: a de nos tornar mais felizes.

Na comunidade do yoga do riso, temos o hábito de dizer, com muita verdade sentida e observada, em nós próprios e nos outros, que somos felizes porque rimos e não rimos porque somos felizes.

E o que quer isso exactamente dizer?

Que rimos e com isso a magia da vida acontece.

Sintonizamos em energia de vibração mais alta. Conectamos com o universo. E depois, tudo o que nos propomos e colocamos intenção e ação, acaba por acontecer.

Esta concretização de propósito, de alcançar o que nos propomos e levamos tempo para conquistar é a nossa recompensa de felicidade.

Felicidade = Concretizar o Propósito = Viver a Vida em Pleno da Nossa Alma

E quando rimos, ficamos mais próximo de tudo isso. Logo atingimos a felicidade através deste tão simples gesto, repleto de amor e muita alegria.

Por outro lado, esperar para ser feliz para rir será uma utopia…
Porque tudo terá e será esforço, um esforço bem custoso, repleto de peso e escuridão. E será que ela (a felicidade) sequer acontece nestas condições?

É tão duro pensar em tal cenário, como acreditar que a felicidade se pode desenvolver facilmente numa vida sem riso.

E digo de crença e fé: que sem riso esse caminho não será bem palmilhado.

Vamos usufruir da nossa essência. De rirmos. Esta benção divina que temos nas nossas vidas. E da qual podemos escolher, todos os dias, dia após dia, viver.

Tão simples: curvas os lábios, soltar os lábios, esticar a bochecha e gerar aquele som delicioso do ah ah ou oh oh, acompanhados de um movimento que cria energia em todo o corpo.

E é tão simples repetir, todos os dias, vários momentos do dia. Sempre que quisermos. Sempre que escolhermos.

E com isso, a pouco e pouco, e a todos os momentos.

Começamos a sentir o desabrochar do nosso corpo para uma capacidade maior e melhor de saúde.

Começamos a sentir o desabrochar da nossa mente, mais fléxivel, mais atenta, mais criativa.

Começamos a sentir o desabrochar das nossas emoções, acolhendo-as com carinho, reconhecendo de onde vem, e ter uma maior clareza de como as viver e aprender com elas, superando-as com equilibrio.

Começamos a sentir o desabrochar do nosso espírito, vivendo em uníssono com o universo, levando-nos a centrar mais no essencial, a viver com alegria, paz, com rumo e propósito.

O riso é tão mágico que está em nós, à distância de uma escolha, que nos faz realmente viver.

E rir todos os dias é o melhor ritual que possamos trazer para as nossas vidas – não necessáriamente o único – mas um essencial.

Convido-te que o faças. Que vivas o riso.

Que pratiques o riso todos os dias, logo pela manhã.

Que desenvolvas e aprendas mais e mais sobre o riso.

Que possas encontrar esta chama de liberdade em ti.

Vamos lá?

Com amor,
Judite <3

O riso que é a minha vida. O riso que é felicidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topo